Páginas

sexta-feira, 18 de julho de 2014

Não sei explicar

Sinta ao invés de ler e interpretar
ao invés de sorrir ou de chorar
estas só, e pode ver e rever até decifrar
o que oculto há
nestas formas singelas de falar
gritos e gritos saíram sem soar
sempre estivemos só
e anonimamente a nos olhar
sentindo dia-a-dia o dia inteiro passar
e sem me levar
para longe do que aqui há
para do que perto dai esta
os dias são desculpas
a distancia fica para traz
e onde estamos
não sei explicar

Nenhum comentário:

Postar um comentário