Páginas

quarta-feira, 14 de novembro de 2012

Os cortes já não doem

Se os dias de cada um forem limitados?
Meus dias então acabariam
Então eu iria para o céu ou inferno

Tudo anda tão sem graça
Até mesmo os cortes já não doem
E eu espero...
Não muito pacientemente, mas espero

Nenhum comentário:

Postar um comentário