Páginas

sexta-feira, 30 de novembro de 2012

Na Taverna 160

Tem coisas que agente vê
Prevê e sabe que vai acontecer
Só não sabe quando ou como
Mas vão acontecer
Tão certo como o sol voltando no outro dia
A cena as vezes repete
Com atores diferente
Nostradamus já previu o fim do mundo
Enquanto encostados na parede da área prevíamos a historia
Historias que terminam e recomeção
Em um tal incerteza que corrói
Derrete corações apreensivos esperando o seu delinear ou o tão falado 2012
Mas tudo depende muito de como você vê
E como é dito o fim é incerto
Os raios clareiam a noite escura
Mais uma hora a tempestade vai passar
Como já passou

Nenhum comentário:

Postar um comentário