Páginas

sexta-feira, 3 de agosto de 2012

Vida vivida

Vivo a vida vivida no espetáculo que todos participam e aplaudem
Vivo a verdadeira vida acorrentado nas mágoas, do que meu coração provou de veneno das cobras, que se deliciam vendo o sofrimento de quem lhe - quer somente o bem.
Quando não estou atuando, no canto escuro de minha mente, fico amargurado batendo a cabeça e pedindo perdão por às vezes desejar...

Um comentário:

  1. Expressivo, suas poesias estão explodindo sentimentos.

    Besos

    :))

    ResponderExcluir