Páginas

domingo, 26 de agosto de 2012

Momento de amor

Essas letras que escrevo por sobre o que se delineia
Entre varias e varias horas e dias passados
Dentre tantos e tantos frascos vazios jogados
Interpretei-nos o retrato de que se esplande
Já que por sua vez talvez também percorre o mesmo caminho
Olhando para traz não se vê nem ao menos metade
Tudo foi se esvairindo, apagando, perdendo-se
Porem só a saudade resta do que já não se lembra mais como foi
Saudade já que pelo menos lembra que feliz foi
Então talvez não ame mais a pessoa que amava
Pois ela mudou e você também
Mais ama aquela que amou ou somente o momento que a amou.

Nenhum comentário:

Postar um comentário