Páginas

terça-feira, 24 de julho de 2012

?

Vi-te criar forma em minha frente
No mesmo momento que me vi covarde e egoísta
Quem sou eu para decidir se faço bem ou mal
Dizem que quem não tem certeza, deve esta ter para então fazer
Mais eu fui...

Omiti isolado, ainda acho que faço mal
Sinto como se aqui não era para estar
Como que por culpa minha
Este ponto colocasse na sua mente

?


Vejo eu louco cada vez mais
E não satisfeito ao redor contagiasse

E nesse momento observo
Que não devo esconder
Aqui deixo o direito de tentar entender o que dentro da mente minha se passa
Porem não recomendo, parece estar tão bem sem me ver...

E peço desculpas

Um comentário:

  1. Quantas questionamentos nos cerceia, quantas indagações nos permeia. O fato é deixar estar, deixar as coisas rolarem, surtir teu efeito, que as águas corram...

    ResponderExcluir