Páginas

quarta-feira, 7 de dezembro de 2011

179

E se for real
O que se diz tão vagamente
Gritado tão alto sem dizer nada
Onde todos percebem

Talvez seja real
Todas as afinidades por assim descritas
As diferenças e personalidades por ambos compreendida

E se o destino criou o acaso onde se encontrar é o que já estava escrito

E se fosse questão de tempo?

Então faria algum sentido?

Não
Não há sentido no que lhes digo
Tudo é fora do que se diz cotidiano
Mas não necessariamente ruim
Talvez seja isso que chama a atenção

E então esse sonho que ainda não tinha sido sonhado, veria por meio destes se tornar a realidade desejada.

Um comentário: