Páginas

terça-feira, 18 de outubro de 2011

108

O inferno se transborda e se manifesta
Em meras fagulhas de sua lava vem a afetar o destino
E se transpor em nossas vidas
De variadas formas vem a nos tentar
Gritando sugerindo pela voz do silêncio a o fatídico ato
Guiando a mão orquestrada pelo maestro
Por onde as partituras do destino se movem
Faz ter medo do que devíamos amar

Nenhum comentário:

Postar um comentário