Páginas

sábado, 15 de outubro de 2011

106

Deixe-me quieto
Deixe-me curtir o meu momento de dor
Eu preciso do meu sofrimento
Preciso ficar sozinho
Sofrer tudo que tenho que sofrer
Preciso me esgotar ao esmo
Desesperar-me e enlouquecer-me
Preciso estar debaixo do chuveiro onde soluço dando murro nas paredes
E que não vejo cair minhas lagrimas junto as gotas de água doce a misturar-se
Olhar-me no vidro e me ver no espelho para saber por que estou assim
Deixe-me só até eu me achar
E então vencer-me e sair de onde eu me impus ou deixei-me levar

Nenhum comentário:

Postar um comentário