Páginas

sábado, 8 de outubro de 2011

101

Só quero que chegue a meia noite
E que o dia se infinda
Meia noite não o meio da noite
O fim do dia humano
O fim da jornada de trabalho
O fim da vida
Preciso do fim
Os dias estão insuportáveis
O problema é que não sei o que me atormenta
Só quero que acabe
Quero paz
Preciso de um pouco de paz
Alguns instantes da verdadeira alegria
Não a falsa que criamos

Nenhum comentário:

Postar um comentário