Páginas

domingo, 25 de setembro de 2011

78

Não a como voltar a traz
Ao escolher seus atos escolheu também suas represarias
Infelizmente contra alguém irredutível em suas crenças
Faz-se forte e insensível e atropela sentimentos ditos a impedi-lo de agir
Em um fim inserto que não pode ser chamado de jamais
Incertezas são o que a de mais constante a todo o momento
A cada passo se vê mais real a existência do destino
Não dorme mais, o tempo não passa
Trocar um peso por um alivio de outro peso
A esperança é esperar o que lhe espera

Nenhum comentário:

Postar um comentário