Páginas

sexta-feira, 2 de setembro de 2011

44

Caído no chão sem movimento
Imóvel sem dor e sem culpa
O sangue escore pelo chão
De quem será esse sangue?
Quem sou?
Acho que estou morto
Flash vêem rapidamente a mente
Começo a sentir dor
A memória volta
Erro, falhei novamente
O corpo é mais forte e inteligente que eu
Ele se desliga para não ser morto
E se restabelece antes que eu volte a tentar

Nenhum comentário:

Postar um comentário