Páginas

domingo, 21 de agosto de 2011

24

As coisas têm ficado cada vez mais estranhas
Agora acho que estou ouvindo vozes
Algumas parecem ser minhas

Todas olham como se algo acontecesse
Nada, nada me atormenta
O silencio diz para fazer o que me traria alivio
A consciência diz para esperar, que passará
Eu digo para correr atrás do que eu quero
Mas, o que eu quero?
Razão idiota
Não gosta de falar nisso
Você é quem eu mais queria escutar
Tenta dormir que isto esta te fazendo mal
Razão, razão não há
Quem eu mais confiava, não quer me ajudar
Por isso ela não fala
Como eu queria...
Volte, volte a falar comigo

Nenhum comentário:

Postar um comentário