Páginas

domingo, 14 de agosto de 2011

9

Meus desatinos me fazem vagar em devaneios
Nos quais se misturam com minha intelectual insanidade
Síndrome de lembrar-se de algo que não foi real
Em contradição duvidar de algo que em tese aconteceu
Quem saberá o que é real
Se ninguém explica o motivo de nossa existência
Talvez sejamos apenas criaturas imaginarias criadas por nos mesmos para fugir de uma estagnação perseguidora que vaga por dimensões para nos trazer de volta a o nosso tedioso dia a dia
Analisando friamente o mundo gira ao nosso redor
Tudo que acontece tem como motivo de nos afetar as vezes indiretamente
Pessoas são meros figurantes para o filme chamado própria vida
Tudo afeta, tudo gira em um sentido, tudo por nos inconscientemente controlado
Gostamos do caos, criamos o caos
Será que nosso verdadeiro cociente, analisa isso
Pensando dessa forma, tudo se rezulta que quando dormindo é que realmente vivemos
E que os sonhos é que são verdadeiramente mente reais
Sei que é uma teoria idiota
Mais talvez seja ridiculamente real

Nenhum comentário:

Postar um comentário