Páginas

terça-feira, 23 de agosto de 2011

31

Eu não quero nada
Eu quero tudo
Nada me satisfará
Quero sempre o que não posso ter
Vou em busca do que eu quero
Quando obtiver não mais vou querer
Não consigo me conformar
Se nada for atlas
Para que ficar aqui?
O que eu tenho já não tem valor a meu ver
Mais disto não abro mão
O mundo me cobiça
Eu cobiço o mundo
Pra ser é só questão de tempo

Nenhum comentário:

Postar um comentário