Páginas

terça-feira, 9 de agosto de 2011

4

Pergunto-me por que escrevo
Não sei o motivo ao certo
Acredito que seja para poder analisar melhor meus próprios pensamentos
Não quero me tornar um insano intelectual, mais intelectualizar minha insanidade
Nunca li um livro se quer
E nem pretendo ler
Gravo no papel pensamentos e devaneios
Às vezes sem nexo apenas para modo de passar o tempo
Quero um dia ter a oportunidade de reler quando não lembrar quem escreveu
Uma destas minhas letras no papel eternizada
Assim poder entender minha mente
E o que me inspirou no momento vivido

Nenhum comentário:

Postar um comentário